Tatuagem não Elimina Candidato em Concursos

Tatuagem não elimina candidato de carreira pública após uma decisão inédita do STF que garante a vaga para o concurseiro que foi aprovado na prova.


Após decisão do Supremo Tribunal Federal, ter tatuagem não elimina candidato de concursos públicos.

Por muito tempo o candidato que tinha tatuagens sofria com o medo de não ser aprovado no exame médico.

Tente imaginar o quão difícil seria se inscrever no concurso, passar pelo processo seletivo e ser aprovado nas provas para no final não ser chamado para a vaga por conta da tatuagem.

Acredite se quiser, isso aconteceu muitas vezes nos últimos anos, precisando de uma decisão do STF para impedir que novos casos surjam.

Agora tatuagem não elimina candidato

A decisão tomada em agosto de 2016 pelo STF julgava a ação movida por um candidato que foi aprovado no processo seletivo, mas por conta do preconceito com tatuagem não foi chamado para assumir a vaga.

Sete dois oitos ministros do STF decidiram que a partir daquela data nenhum órgão público pode usar a tatuagem para eliminar o candidato.

A única observação feita na decisão é sobre tatuagens que preguem violência, racismo, terrorismo ou outro conteúdo que viole os valores constitucionais.

Caso contrário, não é possível mais que no exame médico o candidato aprovado seja eliminado do processo seletivo por conta das tatuagens que ele tiver.

Tatuagem não Elimina Candidato em Concursos

Tente imaginar quantos brasileiros perderam a oportunidade de assumir uma carreira pública por conta da tatuagem.

Pense também naqueles que muitas vezes ficaram com medo e nem tentaram participar da seleção, perdendo a oportunidade de conquistar um ótimo emprego com medo da desclassificação.

Mas agora isso não acontecerá mais, pois a decisão do STF abre precedentes e então ter tatuagem não elimina candidato em nenhum outro concurso público, quer seja municipal, estadual ou federal. Ótima notícia, não é?

Preconceito com tatuagens em carreira pública

O problema com tatuagens não era exclusivo dos concursos públicos. Empresas privadas já deixaram de aprovar candidatos em processos seletivos por simples preconceito com tatuagem.

Muitos candidatos, com medo, deixavam a tatuagem escondida durante as entrevistas. Mas na hora do exame médico as marcas eram mostradas gerando grande desconforto.

No concurso público acontecia a mesma coisa. O candidato aprovado nas provas só era reprovado no exame médico por conta da tatuagem.

A decisão do STF de que tatuagem não elimina candidato vai evitar que os interessados em vagas públicas desistam de prestar o concurso.

Se você tem tatuagens e deixava de participar dos processos seletivos com medo de ser reprovado, saiba que isso não mais irá acontecer.

Agora a decisão expande para que todos os órgãos passam a aceitar quem tem tatuagem, desde que passe por todas as etapas do processo sendo aprovado até o final.

Se inscreva agora mesmo no concurso

A carreira pública atrai os brasileiros por conta das facilidades que ela oferece. Ter um emprego fixo, com benefícios e com estabilidade é realmente interessante.

Esses itens levam milhões de brasileiros a disputarem as vagas em órgãos públicos, sonhando com um emprego para a vida toda.

Participar da seleção exige preparo, principalmente para o período de provas, onde os candidatos são selecionados ou reprovados para as demais etapas.

O exame médico também é importante e era nessa etapa que os candidatos com tatuagem eram eliminados do processo seletivo. Mas agora não há mais o que temer, tatuagem não elimina candidato e permite que todas as pessoas sejam contratadas, sem qualquer tipo de preconceito.

Facebook Twitter Google Plus WhatsApp
Sobre o autor: Mais deste autor.